Eco-Escolas

Sobre o Programa e atividades Eco-Escolas

A Escola Profissional Agrícola Quinta da Lageosa foi criada por vontade expressa do ilustre beirão; Dº Júlio De Campos Melo e Matos no ano de 1948. Este ilustre beirão que, como diria o poeta, é um “daqueles homens que se vai da lei da morte libertando”, doou todas as suas terras ao Estado Português para nelas ser edificada uma Escola Agrícola com o objetivo de criar os técnicos desta área para serem feitores ou mesmo proprietário das suas terras.
Esta escola passou por vicissitudes várias até ao ano de 1991, altura em que o decreto lei nº 418/91 de 26 de outubro lhe deu o nome definito de Escola profissional Agrícola Quinta da Lageosa.
Localizada numa área agrícola por excelência do país, a Cova da Beira, com uma área de 330 hetares, circundada por quatro freguesias pertencentes a dois concelho tem feito jus ao carinho que o seu fundador lhe dedicou.
Esta escola orgulha-se do seu passado e de todos quantos com o seu contributo permitiram que ela goze de uma excelente reputação entre as escolas profissionais agrícolas do nosso país.
A aposta na inovação tem sido uma constante como sucedeu com os vários programas que desenvolveu. No momento presente, gostaríamos de referir dois desses programas: o projeto transformation firmado com a Junta da Extremadura Espanhola, visando a criação de competência dos alunos dos dois países nos ramos da floresta, agricultura e equitação e ainda o programa Eco Escolas que visa sobretudo a preservação do meio ambiente. São programas como estes, que sendo a razão da nossa existência, permitem capacitar os nossos alunos para integrarem o mercado de trabalho.

O diretor
Joaquim Pereira